Resenha

{Resenha} Passarinha

Olá, aventureiros!

   Hoje tem resenha do livro Passarinha, da autora Kathryn Erskine, publicado no Brasil pela editora Valentina.
Passarinha conta a história da pequena Caitlin, uma menina de 10 anos que tem Síndrome de Asperger. O livro se baseia basicamente neste fato: como a menina Caitlin convive com essa síndrome, bem como os desafios que encontra para superar problemas do cotidiano, a perda de seu irmão, preconceitos etc.

A Síndrome de Asperger está enquadrada no TGD (Transtornos Globais do Desenvolvimento). Em uma escala, essa síndrome está classificada como mais branda, já o autismo, mais severo, por exemplo. Alguns comportamentos podem ser percebidos nas crianças que tem Asperger e vemos isso claramente no livro.

Passarinha é narrado pela própria Caitlin, o que torna o livro mais interessante ainda, pois assim, podemos perceber melhor a visão de mundo da menina.

A história começa com uma perda irreparável na vida de Caitlin e seu pai (sua mãe havia morrido quando a menina era pequena). A morte brutal do irmão Devon surpreende a todos. Vira notícia na pequena cidade.

Caitlin tenta conviver com isso do seu jeito, fazendo parecer que sente a presença do irmão em todos os momentos, que sente a falta dele. Mas ela sabe que ele não voltará mais para ajudá-la a dizer o que é certo ou errado, bem como o que ela pode fazer ou não.

A menina recebe ajuda na escola da orientadora. E que trabalho espetacular dessa profissional da educação. Ela é paciente e ajudou Caitlin a superar as barreiras da Síndrome de Asperger. A menina tinha dificuldade em expressar suas emoções, em fazer amigos, em estabelecer contato visual com as pessoas (na conversa, simples e curta, a criança não olha nos olhos com quem se fala), os ditos populares são levados ao pé da letra (como por exemplo, “chover canivete”, a criança imagina canivetes caindo do céu), etc. Esses são alguns sintomas da síndrome.

No decorrer do livro, percebemos como a menina tenta superar a morte do irmão e ajudar seu pai a superar também. Na escola, a menina consegue fazer um amigo muito especial, o qual as histórias se cruzam, pois ele perdera a mãe da mesma forma com que Caitlin perdeu o irmão.

Sou professora e especialista em Educação Especial. Tive um aluno com Asperger e pude fazer a ligação do jeitinho da Caitlin com o jeitinho desse ex-aluno. Sem dúvidas, uma história emocionante, uma leitura prazerosa. Me vi dando risadas, outras vezes me vi emocionada. Vale a leitura!

Fiz um vídeo para o canal no YouTube onde conto melhor a história e explico brevemente o que é Síndrome de Asperger.
Beijinhos
Kelly Cominoti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s