Resenha

{Resenha} A Condessa de Assis

Olá, aventureiros!

Hoje tem resenha do primeiro livro que recebi em parceira com a Chiado Editora.

O livro é A Condessa de Assis, de autoria de João Paulo Foshi. Esse é o tomo I (Da ascensão ao apogeu).

Só tenho uma coisa a dizer antes de começar: QUE LIVRO!

SAM_4052

Livro: A Condessa de Assis
Autor: João Paulo Foschi
Editora: Chiado Editora
Páginas: 326

divisor

  • Sobre a história

A história é narrada em 3ª pessoa e se passa durante o Segundo Reinado no Brasil (vocês sabem como amo histórias que se passam em determinado período histórico…). Acho que podemos classificar o livro como romance histórico…

A narrativa acontece no Rio de Janeiro do século XIX e vai contar a história de Lorena, uma jovem menina ambiciosa, que não vinha de família nobre, mas isso não fazia dela uma pessoa menos importante (bom, para alguns, sim). Ela tinha duas amigas que pertenciam à famílias renomadas, Carolina e Mercedes.

Lorena, com a aparência que chamava a atenção de todos, principalmente dos homens, encanta-se por um jovem farrista, muito popular entre as mulheres: Rafael.

SAM_4049

Em um importante evento num Cassino do Rio de Janeiro, Lorena troca olhares com Rafael. Rafael também admirava a beleza de Lorena. É o que chamamos de “amor à primeira vista”. A história poderia ser romântica de cara? Não! Perderia a graça, né, gente?  Tudo seriam flores se Rafael não decidisse ficar noivo de uma das melhores amigas de Lorena, Carolina.

Tudo não passava de negócios (uma vez que naquela época existiam os casamentos “arranjados” pela família). Mas Carolina apaixonou-se perdidamente por Rafael.

-O nosso negócio não tem nada a ver com amor, meu rapaz! Eu precisava casar minha filha e o senhor estava à disposição. E aproveite também para agradecer-me por livrar a sua família da bancarrota e da vergonha. Seu pai, que era um homem que eu sempre admirei, agora desse jeito, afundado em dívidas de jogo… (p. 173)

Na história, havia um homem, médico importante e renomado na sociedade carioca, beirando os 30 anos, viúvo, que se apaixonou por Lorena. Era Atílio Santiago, o famoso Conde de Assis.

O jovem médico, que também herdara do pai o título de Conde de Assis, há cerca de alguns meses decidira refazer a sua vida. (p.83)

Após uma noite de farra e bebedeira, Rafael decide ir à casa de Lorena e os dois acabam se aventurando e a menina virara mulher.

Dias depois, Lorena começou a passar mal e Atílio é chamado para socorrê-la. Ele descobre então que Lorena estava grávida! E para que ela não fosse mal vista pela família e pelos outros, lhe propõe em casamento (mesmo sabendo que o filho não era seu).

Rafael não quis mais saber de Lorena desde aquela noite, mas por pouco tempo. Ele descobrira que a amava. Mas agora, Lorena era uma mulher casada e não podia se engraçar com o jovem rapaz. A mulher era, agora, a Condessa de Assis e tinha que fazer juz ao título que recebera.

SAM_4055

Dom Pedro II e sua filha, princesa Isabel, encantaram-se pela jovem. Tanto, que era virou acompanhante em algumas ocasiões da princesa.

Muitas tramas, ódio e vingança acontecem na história (isso a torna bem emocionante). Lorena não ia deixar barato ser abandonada grávida pelo jovem Rafael. Ela tramou muita coisa para destruí-lo (e à sua amiga Carolina também, uma vez que, depois de casada, destratava Lorena antes de virar condessa).

A jovem teria problemas com a sogra e isso rendeu fortes emoções no final da história.

A leitura me agradou demais! Gosto de histórias assim, bem emocionantes e com passagens históricas. O autor soube desenvolvê-la muito bem, explicando os detalhes históricos para situar o leitor! Não conseguia parar de ler rsrs Estou ansiosa pela continuação!

divisor

  • Sobre o livro.

O autor situa o leitor muito bem na história, fazendo referência a locais importantes daquele período, tais como o Passeio Público e Petrópolis, por exemplo. Quando um local é citado, a explicação aparece em nota de rodapé, o que ajuda o leitor a entender melhor as localidades. O autor faz isso com personalidades importantes da época também.

São pouco mais de 320 páginas que passaram voando… e o autor ainda colocou um “aperitivo” no final, deixando algumas páginas do Tomo II da Condessa de Assis (o que aumentou ainda mais a minha curiosidade rsrs).

O trabalho da editora também foi impecável! As páginas são amareladas e a diagramação é excelente (fontes no tamanho ideal). A leitura fluiu muito bem!

SAM_4058

SAM_4057

INDICO A LEITURA! 😉

Por:

Kelly Cominoti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s