Resenha

{Resenha} Como um romance

Olá, aventureiros!

O livro de hoje é da categoria FAVORITO DA VIDA! Sabe quando você começa a ler e não quer mais parar? Pois então… Vi esse livro pela primeira vez no canal da Loren-Louise.

Esse é o Como um romance, do Daniel Pennac, publicado no Brasil pela editora Rocco.

DSCN2199

Livro: Como um romance

Autor: Daniel Pennac

Editora: Rocco

Páginas: 167

divisoria

Como um romance foi escrito para os leitores apaixonados, para os leitores que já não são tão apaixonados assim, para aqueles que ainda não descobriram o prazer da leitura e para os professores (tá aí o motivo de amar mais ainda esse livro).

Daniel Pennac é escritor e professor. E neste livro ele conta sua experiência como estudante de Letras e docente. Fala da importância que o professor tem de incentivar a leitura em seus alunos.

Uma das grandes alegrias do “pedagogo” é a de ver um aluno bater sozinho à porta da fábrica Best-seller para subir e respirar na casa do amigo Balzac. (p.156)

O livro é dividido em quatro capítulos:

  1. Nascimento do Alquimista – onde o autor traz a história de uma criança que, desde pequena, é incentivada pelos pais a ler.
  2. É preciso ler (o dogma) – o autor continua a história anterior, porém, na fase da adolescência. O jovem não sente mais o prazer em ler; ler é obrigação. E os pais não entendem esse “desgosto” pela leitura.
  3. Dar a ler – o autor fala do prazer da leitura.
  4. O que lemos, quando lemos – é apresentado para nós, os 10 mandamentos do leitor.

O que chama muita atenção na obra do Pennac é a escrita poética. Isso enriquece a narrativa.

DSCN2194

O livro é recheado de indicações literárias (autores e suas obras) – fiz uma enorme lista na última folha do livro. E é bem interessante, pois ele relaciona esses itens ao prazer da leitura, o que esse autores falam sobre. Livros como Madame Bovary, O primo Basílio, O médico e o monstro, A consciência de Zeno, por exemplo, são citados por Pennac.

O autor levanta diversos questionamentos que o leitor – ou quem vive com um leitor assíduo – faz, tais como tempo para ler, a releitura, ler em voz alta, entre outros.

Reler não é se repetir, é dar uma prova sempre nova de um amor infatigável. (p. 57)

Que leitor não tem aquele amigo que diz: “ah… não sei como você consegue ler tanto! Eu não tenho tempo pra isso!”? Pois é. Pennac vem com uma linda resposta (uma não, várias) que darei sempre:

A questão não é de saber se tenho tempo para ler ou não (tempo que, aliás, ninguém me dará), mas se me ofereço ou não à felicidade de ser leitor. (p. 119)

Interessante também é a presença de Madame Bovary, do Flaubert, na história utilizada como base para a obra (dos pais do menino que sempre lhe contava histórias e que, ao crescer, ele havia começado a perder o prazer da leitura).

DSCN2191

Como professora, me peguei refletindo em toda a leitura. Sempre incentivo meus alunos de 6 anos a ler. Tenho uma caixa de gibis e livrinhos que disponibilizo para quem termina as atividades propostas. E é incrível como isso se torna parte do dia-a-dia deles. Tanto que, quando esqueço de pegar a caixa no armário, eles me cobrar! Sabe aquela sensação de dever cumprido? E toda sexta fazíamos nossa roda de leitura. Cada um pegava o que queria ler. Esse ano, alguns alunos começaram a trazer seus livrinhos de casa para dividir com os colegas (QUE AMOR). E nessa roda de leitura, eu também participava, fazendo a leitura do meu livro (e eles sempre perguntavam sobre o que a “tia” estava lendo rsrsrs).

E se, em vez de exigir a leitura, o professor decidisse, de repente, partilhar sua própria felicidade de ler? (p. 80)

DSCN2198

No último capítulo do livro, o autor nos apresenta os 10 MANDAMENTOS DO LEITOR (que merece ser pendurado na parede e lido todo dia) e explica cada um.

SAM_4139.JPG

Eu queria escrever todas as minhas anotações nesse post. Mas não. Quero que vocês sintam o que eu senti em cada parte desse livro!

Sem dúvidas, Como um romance já se tornou um dos meus livros favoritos da vida! Daqueles que irei reler várias vezes e a cada leitura, aprenderei algo novo. Pois a leitura é assim, como um romance. É paixão, é entrega, é dedicação, é aprendizagem constante.

Espero que, caso você se interesse pela leitura, goste tanto quanto eu! 😉

Por: Kelly Cominoti

6 comentários em “{Resenha} Como um romance”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s