Resenha

{Resenha} Não conte a ninguém, de Harlan Coben

Olá, aventureiros!

Finalmente uma resenha escrita (hahaha)! Hoje quero conversar um pouco com vocês sobre um livro incrível que li para o encontro de junho do Clube de Leitura da minha cidade.

13466136_1008839859171778_405381976990563180_n
Pessoas lindas no nosso encontro, segunda-feira (20/06).

O tema foi literatura policial/suspense. E o livro escolhido foi Não conte a ninguém, do Harlan Coben.

Confesso que antes da sugestão, achava que Harlan Coben escrevia autoajuda (oi?) hahahhaa
Confesso ainda mais que depois de ler Não conte a ninguém, quero ler todos os livros desse cara!

Vamos pra história 😉

divisoria

Não conte a ninguém é um romance policial/literatura policial, narrado tanto em primeira pessoa quanto em terceira. Isso me chamou bastante atenção! É um diferencial!

O narrador em primeira pessoa é o David Beck, que vai nos contar sua história após a “perda” de sua esposa, Elisabeth, há 8 anos atrás.

Um serial killer foi acusado de sequestrar e matar a esposa de Beck e marcá-la com a inicial de seu nome: K. Seu nome: KillRoy. E o mesmo teria ferido Beck na cabeça, impedindo-o de salvar a mulher.

Nesses 8 anos Beck, um pediatra reconhecido, viveu sentindo a falta da mulher.

Eu vivia ouvindo aquele besteirol de “melhor ter perdido a esposa amada do que nunca ter vivido um grande amor”. Outra besteira. Acredite, não é melhor. Não me mostre o paraíso e depois o destrua. Pode ser egoísmo meu, mas foi isso que aconteceu.

Um dia, Beck surpreende-se com um e-mail contendo imagens e informações de Elisabeth, como se fosse a mesma tentando se comunicar com o marido. O mundo dele havia desabado! Uma mistura de sentimentos e emoções tomaram conta do médico.

No final do e-mail, um pedido: NÃO CONTE A NINGUÉM.

Seria mesmo Elisabeth? Seria alguém tentando enganá-lo depois de tanto tempo após a morte da esposa? A curiosidade tomou conta de mim e a partir desse momento não parei de ler mais o livro.

Beck contava com a ajuda da companheira de sua irmã. Ela era a única pessoa em que ele confiava todos os seus segredos e com esse não foi diferente.

Segredos começam a ser revelados. Elisabeth travalhava para o filho de um bilionário, em uma espécie de obra social. Ela descobriu segredos terríveis. A partir daí, sua vida começava a mudar.

E, se você tem um segredo, conclui-se que existe alguém de quem você quer ocultá-lo. E talvez esse alguém esteja observando ou espreitando ou tentando descobrir seu segredo. Ou isso, ou você está paranoico. Geralmente fico com a hipótese da paranoia, mas…

Na narrativa, temos presente também um bandido Tyrese (que acaba sendo um dos meus personagens favoritos, por ser o mais humano de todos, tirando Beck de uma encrenta danada). Beck cuidava do filho de Tyrese no hospital e já tinha livrado o rapaz da prisão por descobrir que a polícia estava acusando-o injustamente.

Dois corpos são encontrados próximos a residência de Beck. A polícia logo suspeita dele e a partir daí, suspeitam também que ele havia matado sua esposa. E, na semana do descobrimento dos corpos, suspeitaram que ele havia matado a melhor amiga de sua esposa, Rebeca, quando foi à sua casa e descobriu um segredo de Elisabeth.

O autor conseguiu me envolver na narrativa. Começamos a imaginar o que realmente teria acontecido com Elisabeth. O comportamento de várias pessoas que conviveram com ela passaram a ser estranhos: de seu pai e sua mãe principalmente.

Harlan Coben conseguiu me surpreender até na última página do livro (sério!). Ele deu uma reviravolta no caso, revelando o que realmente aconteceu com a morte do filho do bilionário para quem Elisabeth trabalhava. Já admiro muito a escrita desse autor e quero ler várias obras dele.

Fica aí minha recomendação! Uma leitura que vai fazer você pensar e querer desvendar todos os mistérios (e são muitos).

13466162_1008268602562237_7979326775475289125_n

😉

Beijinhos
Kelly Cominoti

 

 

 

2 comentários em “{Resenha} Não conte a ninguém, de Harlan Coben”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s