Resenha

Poemas Rupestres, de Manoel de Barros

Olá, aventureiros!

No mês de julho tive contato com meu primeiro livro do Manoel de Barros: Poemas Rupestres. Que poemas lindos! Que poemas encantadores!

IMG_20160806_170201

Esse ano comemoramos o centenário do seu nascimento! Vamos conhecer um pouco do autor:

a-embriaguez-do-perfume-das-palavras-de-manoel-do-barros.html

Manoel de Barros nasceu em 19/12/1916, em Cuiabá, e faleceu em 2014, aos 97 anos. É considerado um dos maiores poetas brasileiros do século XX. Recebeu inúmeos prêmios, inclusive dois Prêmios Jabutis.

divisoria

  • Sobre Poemas Rupestres:

IMG_20160806_170153

Nessa obra, Manoel de Barros traz as lembranças de sua vida para os poemas, quando passou pelo Pantanal, Mato Grosso

Sua escrita é encantadora e profunda! Poemas Rupestres, publicado em 2004, é dividio em 3 partes:

  • Canção do ver
  • Desenhos de uma voz
  • Carnaval

 

Os peomas são curtos e tem muito a nos dizer. A leitura para mim foi um misto de emoções: reflexão, alegria e muitas risadas.

Trecho do primeiro poema: Canção do Ver – I.

Água não era ainda a palavra água.
Pedra não era ainda a palavra pedra.
E tal.
As palavras eram livres e
podiam ficar em qualquer posição.

 

Meu poema favorito é Os Dois. Me identifiquei muito!

IMG_20160806_170139

Ah… como eu amo poesia! Acalma a alma, acalenta, engrandece! Manoel de Barros já tem um lugar especial na lista dos meus poetas favoritos. =)

 

Beijinhos
Kelly Cominoti

 

Um comentário em “Poemas Rupestres, de Manoel de Barros”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s