Resenha

[Resenha] Marina, de Carlos Ruiz Zafón

Olá, aventureiros!


Hoje vamos conversar sobre mais um livro do Carlos Ruiz Zafón (que é um dos meus escritores favoritos da vida): Marina.
Marina divide opiniões: muitos curtem, muitos não. Entrei para o clube dos que curtiram!

Livro: Marina
Autor: Carlos Ruiz Zafón
Páginas: 192
Editora: Suma
Onde encontrar: https://amzn.to/2F4q3AP

Cedo ou tarde, o oceano do tempo nos devolve as lembranças que enterramos nele.

Como todo livro do Zafón, fui surpreendida por mistérios e uma áurea sombria que ronda a história. Esse é o diferencial dos livros do autor.
A história é ambientada em Barcelona (lugar escolhido pelo autor para todas suas obras). O jovem Óscar vive em um internato e, um dia, decide explorar o famoso casarão da região. Ali vê um ambiente diferente e uma música tocando. Vê também um relógio de ouro que pega para observar e é neste momento que é surpreendido por uma presença. Decide correr e esquece de devolver o relógio.

Dentre muitos acontecimentos, Óscar decide voltar à mansão e lá encontra a jovem Marina e seu pai. Após muitas conversar e pedidos de desculpa por ter levado o relógio para o internato, os três constroem uma bonita amizade.

Até que Óscar chama Marina para caminhar e acabam chegando ao cemitério local. Aquele lugar carrega muita história e muitos mistérios não resolvidos.

Aqui estão as lembranças de centenas de pessoas, duas vidas, seus sentimentos, suas ilusões, sua ausência, os sonhos que nunca conseguiram realizar, as decepções, os enganos e os amores não correspondidos que envenenaram suas vidas… Tudo isso está aqui, preso para sempre.


O personagem que ganha destaque na obra é Mijail Kolvenik, proprietário do Velo-Granell. Ele era investigado pelas autoridades locais por uma série de acontecimentos que marcaram sua vida. Sua história é surpreendente (e o leitor, quando conhece a vida dele mais a fundo, com certeza não irá parar a leitura).

Ele era casado com Eva. A história dos dois é revelada de duas formas: a que foi passada para a sociedade e a verdadeira. Aos poucos vamos descobrindo tudo o que rodeia Kolvenik.

Mortes, destruição, ciência… tudo isso em um único livro. Óscar e Marina embarcam nessa investigação, afim de desvendar os mistérios que rondam a famosa história de Kolvenik e sua esposa (e outros personagens que estão relacionados a eles).

Instagram: @aventurasnaleitura

Marina me lembrou muito O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares em alguns momentos. Achei interessante conseguir fazer essa associação em determinadas partes da história.

O livro começa bem devagar, sem muitas emoções, mas logo nas próximas páginas não consegui largar a história. Me prendeu mesmo, como todos os livros do Zafón.

Vou deixar os links para as resenhas no Youtube que fiz de 4 livros do escritor. Vale super a pena conhecer!

Por: Kelly Cominoti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s