Textos e Poesias

[QUINTA-FEIRA COM POESIA] Rechaça os Relâmpagos, de Pablo Neruda

Olá, aventureiros!

Depois de muito tempo, estou de volta com o quadro “Quinta-feira com Poesia“. A poesia escolhida de hoje é Rechaça os relâmpagos, do poeta chileno Pablo Neruda. Esse poema encontra-se na obra O Coração Amarelo.


Centelha, tu me dedicaste
a lentidão de meus trabalhos:
com advertência equinocial
da tua fosfórica ameaça
recolhi minhas preferências,
renunciei ao que não tinha
e encontrei a meus pés e a meus olhos
as abundâncias do outono.

Me ensinou o raio a ser tranquilo,
a não perder luz no céu,
a procurar dentro de mim
as galerias da terra,
a cavar no solo duto
até encontrar na dureza
o mesmo lugar que buscava,
agonizando, o meteoro.

Aprendi a velocidade
para deixá-la no espaço
e de meu lento movimento
fiz uma escola desnecessária
como uma tertúlia de peixes
cujo passeio cotidiano
se desenvolve entre ameaças.
Este é o estilo das profundezas,
do manifesto submarino.

E não o penso desdenhar
por uma lei da centelha:
cada um com seu sinal,
como o que teve neste mundo,
e me remeto à minha verdade
porque me falta uma mentira.

(In: O Coração Amarelo, de Pablo Neruda. Editora L&PM – edição bilíngue)


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s