leia literatura nacional, Resenha

[RESENHA] Até quando? A prisão, de Christiane de Murville

Olá, aventureiros!

Hoje é dia de indicação de livro nacional contemporâneo! Vamos conversar sobre o livro Até quando? A prisão, que é continuação do livro Até quando? O vai e vem, de autoria de Christiane de Murville.

Foto: Kelly Cominoti (@aventurasnaleitura)

Até quando? A prisão retoma a história de João, o protagonista desta duologia. Em suas diversas idas e vindas à Terra, ele precisa tomar decisões e avaliar suas atitudes.

Tudo começa quando João pede para voltar à Terra, após sua morte, que vimos no livro 1, e entra no elevador transdimensional. A partir daí, acompanhamos ele, em cada andar que passa, sobre seus pensamentos referentes a atitudes suas e dos seus.

Dessa vez, João volta mais maduro, pensando em ajudar o próximo. Conhecemos ele em sua vida simples e humilde. Ele torna-se médico, professor de Biologia, vendedor em uma farmácia (para pagar o cursinho para ingressar na faculdade).

Foto por: Kelly Cominoti (@aventurasnaleitura)

Vemos a presença dos personagens do livro 1 e acompanhamos suas características e atitudes em suas idas e vindas à Terra. A autora retoma a história desses personagens e foi bem interessante, para que possamos acompanhá-los e observar seus comportamentos.

Até Quando? A prisão é, sem dúvida, um livro que nos leva a refletir sobre a vida e sobre o que fazemos dela, sobre nossas atitudes e como lidamos com o outro. João também reflete sobre as pessoas que passam por sua vida e as aventuras (ou riscos) que elas lhe oferecem. O leitor percebe a presença de personagens inesperados que podem surpreendê-lo.

Essa prisão, como é mencionada no subtítulo do livro, nos faz pensar sobre nossa vida e o que nos fazem ficar presos (internet, redes sociais, rotina…). João sentia-se preso nesse “vai e vem”, a padrões de comportamento, pensamentos, medos…

É possível perceber referências às obras e pensamentos de Freud, principalmente quando há o comentário sobre um sonho que João teve.

O livro é narrado em 3ª pessoa. Percebemos o amadurecimento e a evolução do pensamento do protagonista. Até quando? A Prisão acaba trabalhando no leitor o autoconhecimento através de uma história ficcional.

A obra traz ilustrações da autora que, além de doutora em Psicologia, é artista plástica. As ilustrações ajudam o leitor a explorar a imaginação sobre o que lê.

Gosto muito das histórias da Christiane de Murville justamente porque nos levam à reflexão, a colocar a mão na consciência sobre diversos assuntos. Recomendo demais a leitura!

Confira o vídeo:

Por
Kelly Cominoti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s