Dicas, Entrevistas, Sem categoria

Audiolivros: o que você sabe sobre eles?

Olá, aventureiros!

Hoje vamos conversar sobre essa nova forma de acesso à leitura: os audiolivros!

Percebemos que de uns tempos para cá, tivemos uma onda de indicações de leituras através de audiolivros. Mas o que seria isso? Os audiolivros (na gringa, audiobooks) são histórias narradas livros contados através de aplicativos, onde o leitor pode ouvir em qualquer hora e lugar.

A indicação de hoje é a Tocalivros. A Tocalivros produz audiolivros e o catálogo deles e bem diversificado. A equipe conversou com o Aventuras na Leitura sobre o processo de produção dos audiolivros, sobre as escolhas dos títulos e +! Também conversou conosco a autora parceira do Aventuras na Leitura, Christiane de Murville, que teve suas obras transformadas também em audiolivros.

A Tocalivros também está com uma promoção incrível! Confira no final do post 🙂


Entrevista: Tocalivros

1-   Hoje o acesso a literatura é bem diversificado. Conte um pouco sobre o processo de transformar histórias em áudio books.

A Tocalivros é a única no mercado focado não simplesmente em gravar o audiolivro, existe toda uma curadoria por trás, afim de fazer a melhor produção no mercado brasileiro que atenda as características sociais e culturais em nosso pais. Falar em diversificação no acesso à literatura é pensar em nicho e elitização à leitura. A missão da Tocalivros é que o audiolivro seja comum a todos. A exemplo disso não chamamos de books, mais sim, de livros, audiolivros. Copiar simplesmente o mercado estrangeiro em sua forma de produção, só porque eles lucram mais e pode servir de modelo é errado e perigoso. É um mercado que começou atendendo a sua população, sua língua. Por isso e qualquer produção da Tocalivros leva um processo de análise longo do texto, a escolha do narrador que possa transmitir esse entendimento, não um timbre bonito e acima de tudo uma direção que presa o levar o audiolivro para um bem cultural, social e transformador a todos brasileiros. 

2-  Como a Toca Livros faz a seleção de histórias que serão transformadas em áudio livros?

Não há um critério de escolha da história. É uma produção democrática que atende ao acesso de liberdade de informação. Nossa função é que qualquer produção, qualquer título tome vida e qualidade. Nossa parceria é com editoras e autores independente, na certeza que sua obra encontrou a melhor produção sem dúvida nenhuma.

3-   A Toca Livros conta com “vozes” fixas ou podemos encontrar diferentes pessoas participando dos áudio books (como o Porchat, por exemplo)?

A Tocalivros hoje conta com mais de 50 narradores, com diferentes temperamentos de interpretações de texto, para atender a diversidades de títulos que há no mundo editorial. Nenhum narrador é igual ao outro no que se diz entendimento ou até mesmo interpretação. Por isso esse maior número ajuda que o livro a ser produzido seja único e de qualidade à altura da obra. Tem livros que foram usados mais de 30 vozes diferentes, como é o caso do Guerra dos Tronos.

4-    Você acha que há uma procura maior hoje de áudio livros do que há alguns anos atrás? O que acha que mais atrai os leitores para a plataforma?

Sim, há. A tecnologia melhorou, o acervo aumentou e o que mais atrai o leitor da Tocalivros é a curadoria que proporciona e o requinte em nossa produção. Ouvir a Tocalivros é uma experiência única.

5-   Para a Toca Livros, qual a importância da disseminação da leitura através de áudio livros?

O audiolivro é democrático. Ele chega aonde as vezes a livraria ou a distribuição tem dificuldade em chegar. O audiolivro é inclusivo e prático. Quem gosta de ler e não tem tempo, o audiolivro acompanha. E quem tem dificuldade na leitura vidente, a Tocalivros leva a conteúdos de excelentes qualidades para que a informação e o entretenimento sejam um bem como a todos que queiram adentrar ao mundo literário.

<<<<<<PROMOÇÃO>>>>>>

Faça sua assinatura na Tocalivros e ganhe 30 dias para aproveitar os audiolivros (válido até 30/4).

O preço da assinatura ilimitada foi reduzido para R$ 9,90/mês para quem se interessar em continuar usufruindo a plataforma nesse período de quarentena.

Todas as informações de resgate estão no instagram da Tocalivros.
Basta acessar: www.tocalivros.com/cupom, fazer o cadastro e digitar o código TOCALIVROS.


Entrevista: Christiane de Murville

1- O Pequeno Príncipe chegou a SP! Mas antes, A Caverna Cristalina também estava em um novo formato de leitura. Como foi o processo de transformar a trilogia em áudio livro?

A trilogia A Caverna Cristalina está em audiolivro pela Tocalivros.com e a experiência de transformá-la em audiolivro foi absolutamente fantástica. Eu mesma fiz a narração dos meus audiolivros, apesar de a Tocalivros oferecer a possibilidade de um narrador profissional participar da produção. Durante algumas semanas, mergulhei neste mundo da produção de audiolivros. Aprendi muito e me diverti também ao longo do processo, me preparando para as gravações, gravando em estúdio e conferindo depois o resultado final. Reparei que não é nada fácil ler um livro, acertando o ritmo e a entonação de modo a que fique agradável e interessante de ouvir. Diversas vezes, tive que reler alguns trechos, gravar novamente partes que necessitavam ser melhoradas. Felizmente, fui acompanhada e bem orientada por profissionais competentes que me ajudaram a cuidar da dicção, do tom de voz, da interpretação, a aprimorar a leitura de modo geral. Guardo ótimas lembranças de todo o processo e fiquei satisfeita com o resultado. Em breve, iniciaremos a gravação da série Até quando?. Estou empolgadíssima, serão mais alguns dias prazerosos, gravando nos estúdios da Tocalivros.

2- Além de escritora e psicóloga, você é artista plástica. Conte para nós um pouco sobre seu trabalho com as Artes Plásticas.

Gosto muito de arte e faço as ilustrações dos meus livros, desenhos em caneta nanquim, em preto e branco. Acredito que os desenhos enriquecem a obra, complementam o texto e convidam o leitor a ir além do que está escrito, a viajar na imaginação. Em minhas publicações mais recentes, no Até Quando? O vai e vem e no Até Quando? A prisão, tem uma ilustração no final de cada capítulo.

Em O Pequeno Príncipe visita São Paulo, as ilustrações são coloridas, foram elaboradas com aquarela líquida Ecoline, nanquim e crayon pastel seco. Convido aqueles que quiserem conhecer minhas ilustrações a darem uma olhada em meu site, no https://www.cmurville.com.br/, onde encontrarão os desenhos no final da página de cada livro.

Cursei Escola Panamericana de Arte e fiz curso Valorização Gráfica promovido pelo Centro de Educação Transdisciplinar, CETRANS/USP, mas também de escultura em pedra e argila no Museu Brasileiro da Escultura. Gosto muito de fazer esculturas e algumas fotos de minhas peças também estão no meu site, na página do livro Esculturas da Chris. A escultura da medusa, que chamei de Mil Pensamentos, aparece em versão desenho no volume 2, O desafio do Labirinto, da trilogia A Caverna Cristalina.

Circulei por diversos ateliers de desenho, pintura, escultura e cerâmica, de artistas bem-conceituados. Participei de algumas exposições e tive obra premiada, primeiro lugar na modalidade aquarela, com a obra “Tudo Azul”, no X Salão de Artes Plásticas da Maratona Cultural ACESC 2005.

3- Por falar em Artes Plásticas, você ilustrou o livro para divulgar o áudio book do Pequeno Príncipe pela Toca Livros. O livro contém belíssimas ilustrações! Como foi o processo de criação e a escolha dos lugares por onde o Pequeno Príncipe passaria?

Fui convidada pela Tocalivros.com para elaborar uma coletânea de ilustrações para o lançamento do audiolivro de O Pequeno Príncipe, de Antoine de Saint-Exupéry. O audiolivro de O Pequeno Príncipe, narrado por Fábio Porchat, Tathi Lopes e Kaik Pereira, está gratuito no Clube Digital de Leitura da Tocalivros. Esse projeto cultural da Tocalivros disponibiliza audiolivros gratuitamente e realiza encontros de leitura em instituições que cuidam de crianças que estão em tratamento de câncer e doenças raras, idosos, pessoas com deficiência visual e dislexia, alunos e professores de escolas públicas. A Tocalivros já conta com as parcerias do Metrô SP no projeto “Mobilidade e Literatura” e do Hospital das Clínicas/ICR no projeto “Biblioterapia”. Exemplares de uma versão para colorir de O Pequeno Príncipe visita São Paulo, acompanhados de giz de cera, estão sendo distribuídos para crianças atendidas no projeto.

Em o Pequeno Príncipe visita São Paulo, as ilustrações mostram o Pequeno Príncipe passeando por locais bem conhecidos da cidade de São Paulo como, por exemplo, o Mercado Municipal, a Catedral da Sé, o Parque do Ibirapuera, o MASP, a Estação da Luz, o Palácio do Ipiranga e o Teatro Municipal. Sei que existem muitos outros lugares de São Paulo que mereceriam receber a visita do Pequeno Príncipe, mas tive que escolher alguns, mesmo reconhecendo a beleza e importância de outros cartões postais da cidade como, por exemplo, o Museu Catavento. Enquanto escolhia o cenário no qual apareceria o Pequeno Príncipe e desenhava, tinha que prestar atenção a detalhes. Vi o quanto a cidade de São Paulo é bonita, tem construções, jardins, praças e parques que merecem ser muito bem cuidados e conservados. Fiquei com vontade de passear por São Paulo!

Para elaborar os desenhos, me inspirei nas aquarelas originais de Antoine de Saint-Exupéry, eventualmente também retratando outros personagens de Saint-Exupéry como, por exemplo, o Vaidoso, o Beberrão e a Raposa. Em várias de minhas ilustrações, encontramos o Pequeno Príncipe do mesmo jeito que o vemos na obra original. Por exemplo, desenhei o Pequeno Príncipe no coreto da Praça da República, conversando com a serpente, na mesma posição em que ele aparece na aquarela de Saint-Exupéry na qual está sentado em cima do muro no deserto, também conversando com a serpente. Retomei alguns temas de O Pequeno Príncipe, colocando Baobás junto ao Túnel 9 de Julho, levando o Pequeno Príncipe à Casa das Rosas e ao Campo de Marte, fazendo alusão à sua relação com sua rosa e seu amigo aviador.

E a ideia era apresentar um Pequeno Príncipe universal, loiro, moreno, ruivo, negro, com olhos puxados, adulto, criança, cadeirante, cego etc., de modo a que todos possam se identificar com o Pequeno Príncipe. Pois, no fundo, somos todos príncipes e princesas, mas precisamos realmente nos comportar como tal.

4- Você pretende criar outro projeto envolvendo O Pequeno Príncipe? Conte para nós!

Muitas pessoas têm me perguntado se o Pequeno Príncipe visitará outras cidades brasileiras. Já me pediram para fazer o Pequeno Príncipe no Rio de Janeiro, em Poços de Caldas, Aparecida do Norte, na Chapada Diamantina, em Curitiba, entre outras cidades ainda. Estou considerando seriamente a possibilidade de elaborar uma coleção de ilustrações com o Pequeno Príncipe viajando pelo Brasil. Até já selecionei alguns pontos turísticos bem conhecidos para compor o cenário no qual ele aparecerá em meus próximos desenhos. Provavelmente, o veremos em breve no Rio de Janeiro!

5- Qual a sua opinião sobre a disseminação da literatura através dos áudio livros?

O que tenho observado é que muita gente que não tinha o hábito de ler ou desenvolvido o interesse pela literatura, depois de ouvir audiolivros, começa a se interessar em também conhecer outras obras. E hoje em dia, todo mundo tem um celular. O App da Tocalivros é gratuito, basta baixa-lo no celular para ouvir um bom livro a qualquer momento e de qualquer lugar, enquanto cozinha, realiza atividades físicas, descansa ou dirige no trânsito, pega condução, aguarda em alguma fila de espera… Se contabilizarmos o tanto de horas gastas diariamente para ir de casa ao trabalho e vice-versa, imaginem só preenchê-las com cultura, educação, aprendizado e informação? Estamos na era da internet, dos vídeos no Youtube, dos Podcasts, e a Tocalivros vem somar neste cenário em que o mundo digital tem se destacado e tornado preponderante, mesmo indispensável. Notamos isso de forma mais evidente agora, com as pessoas em quarentena e tendo que trabalhar home office, comprando por internet, comunicando-se virtualmente, ficando por dentro das atualidades por meio de informativos digitais.

Também pessoas acamadas, em tratamento, idosos, ou que se sentem sozinhas, encontram nos audiolivros a possibilidade de se transportar para outros lugares, ampliar conhecimentos, viver através da leitura inúmeras experiências, que levam a novas reflexões, tornando a vida mais leve e feliz. Assim, deixam de momentaneamente focalizar o sofrimento eventualmente vivido, passando a colocar a atenção em algo que agrada, inspira e traz sensação de bem-estar. Hoje a ciência tem evidências de que o pensamento influi poderosamente na realidade que encontramos à nossa volta. Portanto, manter a mente focada em atividades que deixam de lado ou acalmam pensamentos confusos e sofridos, e incentivam ações positivas, altruístas e produtivas, com certeza traz benefícios à saúde de modo geral, individual e coletiva.

O livro físico jamais deixará de existir, pois muitos leitores prezam ter seus exemplares, manuseá-los e colecioná-los. Mas acredito que a tendência seja que mais gente comece a ouvir audiolivros e se beneficiar deste conteúdo digital disponível para todos e de tão fácil acesso, que só enriquece nossas vidas, constituindo-se como uma ferramenta valiosa para promover cultura e educação, disseminar literatura, espalhar conhecimento e qualidade de vida.

6- Quais livros de sua autoria podemos encontrar na Toca Livros?

Estão em audiolivros pela Tocalivros o A Vida Como Ela É e a trilogia A Caverna Cristalina, com volume 1 – Uma aventura no tempo, volume 2 – O desafio do labirinto e volume 3 – Capturados no tempo. Em breve, a série Até Quando? também estará disponível em audiolivro, com O vai e vem, parte 1, e A prisão, parte 2.


Aproveitem a promoção da Tocalivros! Lá vocês podem encontrar títulos gratuitos também!

POR
Kelly Cominoti

2 comentários em “Audiolivros: o que você sabe sobre eles?”

  1. Linda matéria, agradeço muitíssimo a oportunidade de participação nesta entrevista importante que mostra o quanto audiolivros vieram para ficar e disseminar cultura e literatura para todos e em todos os meios.Gratidão! E que legal a promoção da Tocalivros, vamos aproveitar! E sobre O PEQUENO PRÍNCIPE VISITA SÃO PAULO. aqueles que quiserem presenteá-lo a alguém, basta entrar em contato comigo pelo meu site no https://www.cmurville.com.br/ ou procurá-lo no Clube de Autores. Beijos e bom final de semana a todos!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Em 2019 li 40 livros e na conta vai mais três audiolivros, 43, mas cada um dos livros ouvidos, levaram muitas horas, teve um que virei à noite escutando, podia ter dado pausa e continuado no dia seguinte, mas resolvi seguir direto.
    Prefiro um livro, um e-book, mas audiolivro procuro evitar, não me conquistou totalmente.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s