Projetos de leitura

10 LIVROS PARA LER EM 2021

Olá, aventureiros!

Chega o final do ano e eu já começo a planejar os projetos para o ano seguinte. E com as leituras não poderia ser diferente. Selecionei 10 livros que quero muito ler em 2021. E convido vocês para me acompanharem nas leituras. Costumo comentar sempre o que vou ler/estou lendo no Instagram. Apareço todo dia por lá 😀

Dude, You TOTALLY Have Time To Read | Good Books & Good Wine

OLIVER TWIST

Autor: Charles Dickens
Editora: Hedra
Páginas: 376

Onde encontrar: https://amzn.to/2WOkiQU

“Oliver Twist, um dos maiores clássicos da literatura inglesa, foi publicado originalmente em forma de capítulos seriados, nos anos 1830. Isso explica a história ser cheia de “ganchos”, ou situações de suspense, que se resolvem no capítulo seguinte. O resultado é um livro dramático, baseado na dura infância do autor, repleto de ação, emoção e peripécias, que envolvem o pequeno órfão Oliver Twist, e também o leitor. Sua estrutura narrativa permitiu que seu primeiro tradutor brasileiro, ninguém menos que Machado de Assis, publicasse sua tradução também em capítulos seriados, nos anos 1870. Machado, porém, não completou o trabalho; ele foi então completado, especialmente para esta edição, por Ricardo Lísias, seguindo, ao mesmo tempo, os estilos de Dickens e de Machado.”


VULGO GRACE

Autora: Margaret Atwood
Editora: Rocco
Páginas: 512

Onde encontrar: https://amzn.to/38GwCZ4

“A partir de um caso real ocorrido no Canadá na década de 1840, o livro conta a trajetória de Grace Marks, uma criada condenada à prisão perpétua por ter ajudado a assassinar o patrão, Thomas Kinnear, e a governanta da casa onde trabalhava, Nancy Montgomery.

A história tem início quando a protagonista já está presa. James McDermott, também condenado pelas mortes, há muito fora enforcado. Grace mora no presídio, mas devido ao bom comportamento, trabalha durante o dia na casa do governador da penitenciária em uma Toronto do século XIX com costumes bastante tradicionais. Grace costura e ajuda em alguns serviços mais leves. Apesar de iletrada, os relatos que Grace faz, de próprio punho, em diários e cartas, e seu bom comportamento em todas as instituições por onde passou, impressionaram clérigos, médicos e políticos da época. Vários trabalharam incansavelmente a favor da jovem, elaborando petições para sua libertação, procurando opinião clínica para dar suporte ao seu caso.

Em seu esforço para descobrir a verdade, o Dr. Simon Jordan, um jovem médico estudioso de doenças mentais, faz visitas constantes à jovem prisioneira e, em um misto de simpatia e incredulidade, utiliza as ferramentas então rudimentares da psicologia para chegar cada vez mais perto do que realmente ocorreu. Teria sido ela ludibriada por James McDermott, humilhada demais por Nancy Montgomery, acometida de um acesso de raiva ou o mundo simplesmente estaria sendo injusto ao condená-la à prisão perpétua? Respostas que a autora sabe guardar muito bem até o fim do livro.”


O MORRO DOS VENTOS UIVANTES

Autora: Emily Brontë
Editora: Zahar
Páginas: 376

Onde encontrar: https://amzn.to/34NDtyQ

“Caro leitor, você está prestes a adentrar o inferno. Mas não hesite: a viagem valerá cada segundo. Essa é uma história de amor e obsessão. E de purgação, crueza, devastação. No centro dos acontecimentos estão a voluntariosa e irascível Catherine Earnshaw e seu irmão adotivo Heathcliff. Rude nos modos e afetos, humilhado e rejeitado, ele aprende a odiar; mas com Catherine desenvolve uma relação de simbiose, paixão e também perversidade.
Nada destruirá a essência desse laço – mas quando ela se casa com outro homem, por convenções sociais, as consequências são irreparáveis para todos em volta.”


O OLHO MAIS AZUL

Autora: Toni Morrison
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 224

Onde encontrar: https://amzn.to/37W9XbY

“Considerado um dos livros mais impactantes de Toni Morrison, o primeiro romance da autora conta a história de Pecola Breedlove, uma menina negra que sonha com uma beleza diferente da sua. Negligenciada pelos adultos e maltratada por outras crianças por conta da pele muito escura e do cabelo muito crespo, ela deseja mais do que tudo ter olhos azuis como os das mulheres brancas ― e a paz que isso lhe traria. Mas, quando a vida de Pecola começa a desmoronar, ela precisa aprender a encarar seu corpo de outra forma.
Poderosa reflexão sobre raça, classe social e gênero, O olho mais azul é um livro atemporal e necessário.”


O OUTRO PÉ DA SEREIA

Autor: Mia Couto
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 336

Onde encontrar: https://amzn.to/3rDpsxw

“Neste retrato poético, alegórico e crítico da Moçambique contemporânea, a imagem de uma santa católica que encanta e perturba todos que dela se aproximam é o centro de uma trama dividida em dois momentos históricos, ligados por questões étnicas, religiosas e de destino familiar.
Em 2002, dez anos depois dos acordos de paz entre governo e forças rebeldes, Moçambique é um país em recuperação. Um pastor e sua mulher, Mwadia Malunga, encontram uma imagem de Nossa Senhora nas margens de um rio da pequena localidade de Antigamente. O curandeiro do lugar diz que eles conspurcaram o espírito do rio e correm grande perigo. Mwadia decide então voltar a Vila Longe, onde deixara a família, para abrigar a estátua. Curiosamente, esta é a estátua que segue, em 1560, com o jesuíta Gonçalo da Silveira, ao partir de Goa, na Índia, para converter ao cristianismo o imperador do Reino do Ouro, ou Monomotapa, situado na região fronteiriça entre os atuais Zimbábue e Moçambique.
A imagem de Nossa Senhora é chamada pelos escravos da nau portuguesa de Kianda, uma divindade das águas; e os africanos a tratam por Nzuzu, rainha das águas doces. De volta ao século XXI, a pequena Vila Longe agora se articula para receber a visita de um casal de antropólogos americanos, revelando personagens exemplares e muito divertidos do cotidiano moçambicano – e do universo literário de Mia Couto.

As relações de sincretismo religioso e o choque cultural entre portugueses, indianos e africanos estão presentes o tempo todo na narrativa, e os estrangeiros completam o caldeirão cultural e religioso do local, num retrato ao mesmo tempo cômico e desolador do mundo globalizado. Mwadia (“canoa”, na língua si-nhungwé), a mulher que encontra a imagem e resolve voltar a Vila Longe, é a personagem que liga esses dois momentos históricos. Como uma canoa que pudesse fazer a travessia entre passado e presente, entre Portugal, Índia e Moçambique, ela terá de encontrar um lugar para abrigar a imagem santa. E talvez, assim, localizar um outro pé, concreto ou metafórico, para essa sereia que une os povos da região.”


PERSÉPOLIS

Autora: Marjane Satrapi
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 352

Onde encontrar: https://amzn.to/3pw2Rkp

“Marjane Satrapi tinha apenas dez anos quando se viu obrigada a usar o véu islâmico, numa sala de aula só de meninas. Nascida numa família moderna e politizada, em 1979 ela assistiu ao início da revolução que lançou o Irã nas trevas do regime xiita – apenas mais um capítulo nos muitos séculos de opressão do povo persa. Vinte e cinco anos depois, com os olhos da menina que foi e a consciência política à flor da pele da adulta em que se transformou, Marjane emocionou leitores de todo o mundo com essa autobiografia em quadrinhos, que só na França vendeu mais de 400 mil exemplares. Em Persépolis, o pop encontra o épico, o oriente toca o ocidente, o humor se infiltra no drama – e o Irã parece muito mais próximo do que poderíamos suspeitar.”


COM ARMAS SONOLENTAS

Autora: Carola Saavedra
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 272

Onde encontrar: https://amzn.to/3o8XgAt

“Este romance polifônico gira em torno de três mulheres: Anna, uma aspirante a atriz, de origem humilde, que vê num cineasta alemão a possibilidade de ser levada a sério e ter fama e reconhecimento. Logo depois que o conhece, ela aceita mudar-se para a Alemanha, onde a realidade (agravada pelo desconhecimento do idioma) se apresenta bem diferente de suas expectativas; depois há também a melancólica Maike, uma jovem alemã que, sem razão aparente, resolve estudar português na universidade ― para o desgosto dos pais, advogados ― e descobre aos poucos que sua improvável ligação com a língua e o Brasil é cada vez mais forte. No curso, ela se apaixona por uma colega, que vai abrir seus olhos para muito do que estava reprimido em seu inconsciente; e ainda uma terceira personagem, sem nome, que aos catorze anos é obrigada pela mãe a deixar sua casa no interior de Minas para trabalhar como doméstica numa casa de família no Rio de Janeiro, onde relações bem complexas irão se desenvolver no convívio dela com os patrões.
São três mulheres muito distintas, mas fortemente interligadas, que experimentam uma situação crescente de abandono e exílio ― seja geográfico, seja emocional. A viagem, por assim dizer, que cada uma delas faz poderia ser um jeito de “voltar para casa”, na busca por desvendar sua verdadeira identidade.”


O TEMPO ENTRE COSTURAS

Autora: María Dueñas
Editora: Planeta
Páginas: 480

Onde encontrar: https://amzn.to/2KFMOSc

“Sira Quiroga é uma jovem costureira que, na Madri dos anos 1930, se apaixona por Ramiro. Ainda que mal o conheça, decide deixar o país por aquele novo amor. Mas o destino lhe reserva uma série de surpresas, a começar pelo desaparecimento de Ramiro pouco depois de chegarem ao Marrocos. A partir daí, a jovem se converte, quase sem se dar conta, numa peçachave na luta contra o fascismo europeu – da ditatura franquista em sua Espanha natal ao nazismo na Alemanha. Comparada a Carlos Ruiz Zafón por sua prosa envolvente e pela imaginação ao combinar fatos e personagens reais com ficcionais, María Dueñas conta em O tempo entre costuras uma aventura apaixonante, na qual os ateliês de alta-costura, a sofisticação dos grandes hotéis, as conspirações políticas e as obscuras missões dos serviços secretos se fundem com a lealdade às pessoas próximas e com o poder incontrolável do amor.”


NADA

Autora: Carmen Laforet
Páginas: 214

Onde encontras (edição em espanhol): https://amzn.to/38LMFVD

“Andrea é uma jovem solitária que, logo depois da Guerra Civil Espanhola, muda-se para Barcelona para morar na casa da avó e cursar a faculdade de letras. Ela chega à cidade cheia de expectativas, mas a realidade a assusta logo no primeiro dia, ao travar contato com a família. Na faculdade, ela tem poucos conhecidos e vive num clima de falsas aparências, em que Ena, sua única amiga, esconde suas verdadeiras intenções e os jovens artistas, pretensamente rebeldes, vivem na sombra de seus pais, homens poderosos e reacionários. Em meio a escândalos e intrigas, Andrea terá de aprender a viver e, quem sabe, encontrar a felicidade.”


HOSPÍCIO É DEUS

Autora: Maura Lopes Cançado
Editora: Autêntica
Páginas: 232

Onde encontrar: https://amzn.to/3nV1s6I

“A obra de Maura Lopes Cançado é fortemente marcada por sua experiência como paciente de hospitais psiquiátricos em Minas e no Rio de Janeiro. Hospício é Deus – Diário I, publicado pela primeira vez em 1965, é um diário fruto de sua passagem pelo Hospital Gustavo Riedel, no Engenho de Dentro, no Rio de Janeiro, entre o fim de 1959 e o começo de 1960 (onde, ao todo, a autora foi internada pelo menos doze vezes). Entre romances, escândalos e diversas internações, Maura encontrou nas palavras uma maneira de se relacionar com sua doença e sua condição de paciente psiquiátrica. José Carlos Oliveira, o Carlinhos Oliveira, diria no Jornal do Brasil que este era um ‘livro desesperadamente honest’.”


O que vocês pretender ler em 2021? Me conta nos comentários ❤

POR
Kelly Cominoti

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s